Biblioteca Digital
Conteúdo
Biblioteca Digital
Unimep
Teses e Dissertações
   Documentos » Visualiza documento
Voltar
   Informações do registro
Título Corrida de Rua: Uma prática democrática
Orientador Profª Drª.Cinthia Lopes da Silva
Autor Letícia Fernanda Feitosa Masson
Palavra chave Atividades de Lazer; Cultura; Corrida.
Grupo CNPQ
Programa MS - CIÊNCIAS DO MOVIMENTO HUMANO
Área CIÊNCIAS DA SAÚDE
Data da defesa 17/11/2016
Nº Downloads 325
Resumo Este estudo teve como objetivos: 1) analisar os significados da corrida de rua para os corredores da Represa Municipal da cidade de São José do Rio Preto/SP e 2) identificar e analisar a corrida de rua como uma manifestação cultural urbana e de lazer. Os corredores recebem as influências do meio em que vivem e produzem um conjunto de significados que são atribuídos a corrida de rua. O tipo de relação que esses sujeitos estabelecem com outros corredores, com o meio em que vivem e a compreensão que possuem das informações que circulam na sociedade atual sobre a corrida de rua e o modo de vida urbano, são determinantes para a construção do conjunto de significados que os corredores atribuem à tal prática. Assim, quais são os significados atribuídos à corrida de rua pelos corredores da Represa Municipal da cidade de São José do Rio Preto/SP? Quais as contribuições do referencial cultural e de lazer para a compreensão da corrida de rua? O presente estudo configura-se como uma pesquisa qualitativa. Como procedimentos metodológicos foi realizada a pesquisa bibliográfica e de campo. O levantamento bibliográfico foi realizado baseado nas obras de autores da Antropologia, Sociologia, do Lazer e da Educação Física, que se centram em um referencial sociocultural. Realizamos a pesquisa de campo com 40 corredores, todos acima de 18 anos de idade e frequentadores da Represa Municipal de São José do Rio Preto/SP. Na pesquisa de campo realizamos a observação participante na Represa, em dias de treinos e em eventos de corrida de rua. Além das observações, contatamos alguns corredores da Represa Municipal de São José do Rio Preto, por meio de questionários e entrevistas semiestruturadas para identificarmos quais os significados que esses corredores atribuem à corrida de rua. Fizemos a observação durante dois meses, na Represa, em dias alternados, e participamos de dois eventos de corrida. Após o levantamento bibliográfico e a realização das observações e entrevistas, concluímos que os significados atribuídos à corrida de rua, envolvem, explicitamente, o interesse social do lazer, isso se justifica pela questão da sociabilidade dos grupos de corrida, das redes sociais e das trocas de experiências que os corredores encontram em tal prática. Para os corredores, a corrida não é mera mercadoria a ser consumida, mas uma vivência que agrega valores sociais revolucionários, que promove o desenvolvimento pessoal e social e rompe com as barreiras sociais do lazer. Com as observações e entrevistas, foi possível compreendermos que a corrida de rua é uma prática democrática. Desta forma, este trabalho poderá contribuir para novos estudos nos campos do Lazer e da Educação Física, no sentido de favorecer o desenvolvimento de ações relacionadas à educação para e pelo lazer.
Abstract This study aims to: 1) analyze the street race meanings for runners of São José do Rio Preto Municipal Park. 2) Identify and analyze the street race as an urban leisure and cultural event. Runners receive the influences of the environment in which they live and produce a set of meanings that are attributed to street racing. The kind of relationship that these individuals have with other runners, with the environment in which they live and understanding that have the information that circulate in society today on the road race and the urban way of life, are crucial to the construction of the set of meaning that runners attach to this practice. So what are the meanings attributed to street racing through the halls of the Municipal Dam of São José do Rio Preto / SP? What are the contributions of cultural reference and leisure for understanding the road race?This study appears as a qualitative research. As methodological procedure was performed the literature, corresponding to the works of authors of Anthropology, Sociology, Recreation and Physical Education, focusing on a sociocultural framework. We conducted the field research with 40 runners, all over 18 years old and goers Sao Jose do Rio Preto Municipal Park. As methodological procedures was carried out bibliographic and field research. In the field research conducted participant observation in the park on practice days and street race events. In addition to the observations, we contacted some runners of Sao Jose do Rio Preto Municipal Park through questionnaires and semi-structured interviews to identify the meanings that these runners attach to street race. We made the observation for two months every other day in the park and participate in two race events. After the literature and conducting observations and interviews, we concluded that the meanings attributed to street race involve, explicitly, social interest of leisure, this is justified by the issue of sociability of running groups, social networking and exchanges of experiences that runners have in the practice. Regarding the question of consumption of sports accessories used by runners, we notice that the runners have shown that the values attributed to street race, beyond the simple fact of consuming these products. For runners, the race is not widespread as a mere commodity to be consumed, but as an experience that combines revolutionary social values that promotes personal and social development and breaks with social barriers of leisure. With observations and interviews it was possible to understand that street race is a democratic practice. Thus, this work could contribute to further studies in the fields of Leisure and Physical Education, to favor the development of actions related to education for and by leisure.
 
Download do arquivo Envia e-mail para autor Envia e-mail para orientador